HOME / Live sobre histórias infantis com Igor Gonçalves e Mirna Portella

Live sobre histórias infantis com Igor Gonçalves e Mirna Portella

quinta-feira, 22 de abril de 2021

TAGS:

A live no Instagram foi liderada por Isis Flora, gerente de desenvolvimento e aprendizagem da Rede Cruzada, que convidou Igor Gonçalves e Mirna Portella para conversarem sobre “Ler, ouvir e sentir histórias”. Os escritores narraram histórias literárias de suas obras, proporcionando imaginação, vivência, reflexão e fantasia para os espectadores.

Igor Gonçalves, é professor de literatura e escritor. Para a live, contou sobre a sua obra publicada chamada “Luzia”. A história fala sobre uma menina perguntadeira, daquelas bem curiosas que precisava de todas as explicações “tim tim, por tim tim”. Caso contrário ela não saía do pé da pessoa. Mas, tinha uma pergunta que nunca lhe responderam direito: porque se chamava Luzia? Foi sua avó, que lhe deu a melhor explicação. “Luzia é aquela que radia luz, disse a vovó”. E Luzia, gostava dessa explicação, pois já logo se imaginava como o Sol.
Assista a live para ver os detalhes desta narrativa emocionante.

Já Mirna Portella, é escritora e fundadora do clube de leitura Literi, Literatura e Psique, conta que o seu caminho com a literatura começou com ela escrevendo música aos 9 anos de idade e sua obra literária nasceu depois. Mirna trouxe também uma obra de sua autoria que conta a história de uma menina que nasce numa aldeia de pescadores e se chama ” Do mar”. O manuscrito nasceu de uma música que Mirna escreveu. Para ouvir a música, clique no vídeo abaixo.

“Foi em um tempo muito antigo, numa pequena aldeia de pescadores, numa ponta quente do Brasil. Lá viviam mulheres que esperavam, homens que pescavam e crianças que brincavam na beira da água. Pequenas casas coloridas se espalhavam pelo literal e de suas janelas o mundo era feito de água. O verde dos coqueiros alcançavam o céu azul do voo das aves marinhas, pequenos pontos pretos salpicados ao vento pela ponta de algum pincel de um pintor de ocasião. Bailavam as aves dançarinas atraídas pelas redes dos pescadores. A cidade mais próxima ficava a muitos dias de chão, ninguém mais sabia como o primeiro pescador havia ido parar naquele fim de terra e começo de mar. Nessa aldeia, existia uma menina chamada Maria. Ela achava que dentro das colchas havia reinos escondidos e usava e abusava na imaginação diante daquele horizonte e lugar.”

Assista a live para ouvir a história completa e com mais detalhes.

Quando Isis Flora pergunta sobre o processo de criação Igor responde:

“Luzia sou eu. Quem escreve, escreve para de alguma forma encarar a vida. A literatura, é ao mesmo tempo, um véu que a gente coloca pra poder ver essas sombras e ao mesmo tempo, é algo que revela essa mesma vida. A literatura é muito generosa, porque ela dá oportunidade a todos nós de vermos a vida.”

E Mirna completa:

“É a obra que mais tem de mim. Nessa história eu me fiz marinheira na Maria Do mar. Escrever é viver outras vidas, a gente está ali se misturando de uma forma ou de outra.”

Confira essa live cheia de histórias que mexe com a imaginação, dê play.

Quer saber mais novidades sobre a Rede Cruzada? Siga a gente nas redes sociais: YouTube, Instagram, Facebook, LinkedIn 

Venha conosco criar um futuro melhor para todos. Seja um Investidor Social e apoie a educação como agente transformador!

Compartilhar:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comments