HOME / História da Casa de Leylá: veja como começou e sua jornada até aqui

História da Casa de Leylá: veja como começou e sua jornada até aqui

sexta-feira, 30 de julho de 2021

TAGS:

A Casa de Leylá é uma das instituições da Rede Cruzada. A sua história começou em 1949, muito antes da nossa parceria.

Para trazer informações mais detalhadas sobre essa história de superação, conversamos com a Dona Lizete, mulher que vivenciou de perto como começou essa instituição. 

Você vai observar que o amor pelas crianças e o cuidado integral sempre fizeram parte de toda a nossa trajetória. Continue lendo e confira a história da Casa de Leylá e acompanhe como ela está hoje!

Casa de Leylá: como começou

A instituição foi fundada por Dona Luiza, mãe de Lizete e de Leylá. A origem da casa tem uma história comovente. 

Aos 13 anos, Leylá teve febre tifoide e veio falecer em decorrência da doença. 

Emocionada, Dona Lizete nos contou que, como a doença era muito perigosa na época, durante o período de convalescença da irmã, ela precisou ser afastada de casa. 

Após a morte da filha, Dona Luiza entrou em uma profunda tristeza, o que só foi minimizada pela sua vontade de fazer o bem e ajudar o próximo. Esse desejo foi fortalecido uma noite em que ela sonhou com sua filha.

No sonh, Leylá dizia que a mãe deveria realizar um trabalho para acolher e cuidar de outras crianças.

Assim, em 1949 ela iniciou, em sua própria residência, a sua instituição de amparo à infância batizando-a com o nome da filha.

As primeiras crianças atendidas na Casa de Leylá

Dona Lizete nos conta que a história da Casa de Leylá começou com cinco meninas de diferentes estados do Brasil, que foram abrigadas por Dona Luiza.

Após anos de trabalho no acolhimento de crianças, Dona Luzia ganhou o terreno de trás de sua casa. 

Com a ajuda de amigos e companheiros que compartilhavam o mesmo ideal filantrópico, uma sede maior foi erguida.

Com essa ampliação, foi possível atender mais crianças e foi a primeira de muitas outras mudanças que a casa passaria na sua trajetória. 

“Desde essa época, até o seu falecimento, a família da minha mãe era o Lar de Leylá.” Dona Lizete

A importância da relação entre a família e a escola

Tempos mais tarde, dona Lizete se formou em Direito e passou a ser uma professora universitária.

Ela também começou a incentivar as meninas da região para que elas estudassem em escolas públicas do bairro, o que foi uma grande inovação para a época.

Essa ação representou a conquista do direito das crianças da casa de frequentar a escola local.

Dessa forma, a Casa de Leylá começou a ser uma referência na forma de acolhimento. 

Também nessa época foi introduzido um maior entrosamento com as famílias das crianças abrigadas.

As meninas começaram a passar os finais de semana com suas familiais e os pais eram incentivados a se voluntariar para participar das atividades do Lar.

Dona Lizete frisa que essa integração é essencial para a educação, uma vez que somos todos sócios da sociedade e a responsabilidade é da família, junto com a instituição.

Casa de Leylá: o agora

Desde 2013, nós, da Rede Cruzada, fazemos parte da linda história da Casa de Leylá. 

Nessa época, a instituição deixou de ser um abrigo e se tornou um apoio para as famílias que desejam oferecer uma educação de qualidade para seus filhos.

Essa nossa parceria se baseia nos valores que eram compartilhados, principalmente na importância da educação e família para as crianças.

Atualmente, a instituição atua como berçário, creche e pré-escola integral atendendo:

  • 118 crianças de 4 meses e menos de 5 anos,
  • 50 jovens em educação pela arte e cultura.

Temos muito orgulho de fazer parte da história da Casa de Leylá e de auxiliar as famílias e crianças a terem acesso a uma educação promovedora da ascensão social.

Torne-se um investidor social da Rede Cruzada e apoie o nosso trabalho.

Compartilhar:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comments