HOME / Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial e a atuação da Rede Cruzada

Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial e a atuação da Rede Cruzada

sábado, 3 de julho de 2021

TAGS:

No dia 3 de julho de 1951 foi aprovada no Brasil a primeira lei contra o racismo, por isso, a data foi escolhida para celebrar o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial.

A luta pela igualdade atravessa séculos no nosso país. A discriminação racial tem efeito duradouro e cruel naquele que sofre e também para aquele que presencia, em especial nas crianças e adolescentes.

A Rede Cruzada trabalha comprometida com a causa, promovendo a valorização e o respeito a todas as raças e culturas.

Continue a leitura e saiba mais sobre o jeito de ser da Rede Cruzada no combate ao racismo e na promoção da igualdade.

A discriminação racial no Brasil

Toda e qualquer atitude que caracterize distinção, exclusão, restrição ou preferência a uma pessoa, ou um grupo delas, em função da cor, raça, ascendência ou origem é considerada discriminação racial.

Em 2020, o PoderData, um instituto de pesquisa pertencente ao Poder360, realizou um estudo mostrando que 3 a cada 10 brasileiros afirmam serem preconceituosos em relação aos negros. 

Autoridades, educadores e a sociedade em geral ainda precisam atuar em ações mais efetivas para mudar essa cultura da população. 

Os efeitos da discriminação na vida da criança e do adolescente

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Harvard mostra os efeitos que o racismo promove em uma criança.

Para os pesquisadores, crianças que são vítimas, ou presenciam cenas de preconceito e violência em pessoas da mesma raça que ela, têm afetado de forma cruel e duradoura:

  • o aprendizado,
  • o comportamento,
  • a saúde física e mental.

Esses efeitos podem também ser trazidos para as nossas crianças e adolescentes.

De forma geral, o aluno que sofre ou presencia discriminação racial e violência vive em constante estado de alerta, o que acaba comprometendo a vida dele em grupo e o rendimento.  

Pautados no conceito que a educação transforma, buscamos ações que promovam a igualdade e incentivem o desenvolvimento da criança e do adolescente como ser humano que é, independentemente de qualquer característica, seja ela única ou coletiva.

O jeito de ser da Rede Cruzada na promoção da igualdade

A princípio parece difícil educar para a igualdade quando as diferenças existem. 

Por isso, desde a educação infantil trabalhamos a questão da diversidade ajudando a criança a identificar, compreender e respeitar as diferenças na cor da pele, nos aspectos físicos, na cultura e no gênero.

Uma forma de fazer isso é através da realização de atividades como contação de histórias, teatro e música, onde personagens negros, indígenas e de outras etnias são protagonistas.

Dessa forma, aprende-se que, apesar da diversidade, os direitos são iguais para todos os seres humanos e o respeito deve ser mútuo.

Além das atividades promovidas, a Rede Cruzada oferece um ambiente respeitoso entre as crianças, adolescentes, professores, famílias e a comunidade.

Quando se apresenta e se convive em um ambiente que estimula e, acima de tudo, exemplifica o respeito à diversidade, estamos contribuindo de forma efetiva para combater a discriminação racial e promover a igualdade.

Ajudando na construção de um mundo melhor

A educação que transforma é a grande aliada no combate à discriminação e na construção de uma sociedade mais igual.

Educar, nesse sentido, é estimular e priorizar a construção de novos valores a partir da convivência, do conhecimento e da reflexão que resulta em respeito ao outro como ele é.

Assim, a Rede Cruzada trabalha efetivamente para desconstruir o preconceito e ajudar a construir um mundo mais igual e melhor para todos.

Acesse nosso site, conheça nossos projetos e seja você também um agente transformador de vidas.

Compartilhar:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comments